Crescimento pelo intercâmbio cultural (Copa do Mundo 2014)

São aguardados cerca de 600 mil turistas estrangeiros no Brasil durante a Copa do Mundo. As expectativas dos visitantes são proporcionais ao tamanho e à diversidade que o país apresenta.

Os turistas terão a oportunidade de conhecer e experimentar uma nação única no planeta: de norte a sul, de leste a oeste, o Brasil abriga cidades litorâneas e interioranas, cidades localizadas nos ambientes mais diversos, como a floresta amazônica, o pantanal, a mata atlântica e o cerrado. Nelas, os visitantes encontrarão as mais variadas miscigenações raciais e culturais, culinárias exóticas, religiões e costumes sincretizados.

Por mais paradoxal, é justamente durante a maior festa futebolística internacional que o Brasil terá a oportunidade de mostrar ao mundo que é muito mais do que o país do carnaval e do futebol, binômio muitas vezes associado de forma provinciana e pejorativa.

Entretanto, o intercâmbio não será unilateral: oportunidades ainda maiores desfrutarão os próprios brasileiros com a vinda dos estrangeiros, oriundos de todos os continentes. Quando o Brasil foi a sede da Copa do Mundo de 1950, poucos turistas vieram ao país, devido à guerra que se acabara poucos anos antes e à distância até aquela época insuperável pela aviação comercial.

Nos seus mais de 500 anos de história, essa será a maior chance que os brasileiros terão para entrar em contato direto com as culturas mais diversas.

A diversidade estimula o respeito ao próximo: o povo que subjuga seus diferentes tende a não prosperar; a democracia que não protege as minorias entra em colapso. Assim como nas sociedades, na natureza a diversidade genética é elemento essencial à sobrevivência das espécies – aqueles que se isolam entram em processo de extinção.

O maior legado para o Brasil será o multiculturalismo vivenciado no país durante a Copa do Mundo. Esperamos poder absorver um pouco de cada povo, de cada país. O Brasil precisa dessa oportunidade, há muito a prendermos.


O artigo foi originalmente publicado na revista Legados da Copa, publicada pela KAS Brasil em julho de 2014.

© AFP

Publicado por SOS Brasil

Inconformado com o que o país se tornou e cético de que tudo um dia será melhor se não fizermos um pouco cada um de nós.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: